HIPERBREVES

COREOGRAFIA

Escrito por Carla Dias
Foi avisada para caminhar cadenciado, ou seu passo a passo poderia dar em dança, e pelo jeito, ninguém ali estava muito a fim disso. A menina segura a barra do vestido, de um lado e de outro. Ao encarar a diretora, recebe um aviso, olhar no olhar, para que se comporte. Solta a bainha do vestido, braços ao lado do corpo, sem coreografia, sem graça. Olha para as pessoas seriíssimas, sentadas a sua frente. Já que tem plateia, por que não pode dançar? Dá uma reboladinha e a diretora a repreende:“quieta!”. A menina paralisa, tem medo de ficar sem jantar por não ter se comportado. As pessoas que a diretora jurou que poderiam ajudá-la, nem mesmo olham para ela. E quando o fazem, botando reparo nela de um jeito que a assusta, alegam: “ela é muito agitada e velha, ninguém vai querer”. A menina sorri, que já que hoje ainda não é dia de ser adotada, vai dar tempo de correr até o salão de brincar para dançar um pouquinho, antes da sua prometida vida nova.
| Carla Dias | 
Dancer Making Points
© Edgar Degas
Últimos posts por Carla Dias (exibir todos)

Carla Dias

Autora de "Estopim", "As Asas da Borboleta", "Jardim de Agnes", "Os Estranhos" e "Azul", além de participação com contos e crônicas em mais quatro coletâneas - entre elas, "Acaba Não, Mundo", do site "Crônica do Dia", onde ainda escreve às quartas-feiras. Trabalha como Produtora de Eventos junto à baterista Vera Figueiredo [IBVF Produções]. Vive em São Paulo.