DIETA COM SABOR

PÃO DE BATATA DOCE SEM GLÚTEN

Escrito por Estilo 40

A batata doce é a queridinha das dietas de atletas, principalmente dos fisiculturistas. Ela é rica em vitamina A e B; em sais minerais tais como cálcio, fósforo, ferro e potássio; e, além disso, rica em fibras também.

É um tubérculo nutritivo e, quando comparada à batata inglesa tradicional, ela apresenta um diferencial relacionado a velocidade de absorção da glicose – o índice glicêmico (IG). Quanto maior for esta grandeza, mais rápido o alimento é absorvido na forma de glicose, ocasionando picos de hiperglicemia, o que pode ser beneficio dependendo do objetivo.

Para essa receita de Pão de Batata Doce sem Glúten você vai precisar de:

1 xícara e 1/2 de polvilho azedo
90 gramas de batata-doce cozida (equivale a uma batata-doce média)
duas fatias de queijo minas ou duas colheres (sopa) queijo ralado
1 colher de sopa de azeite
1 pitada de sal
1 ovo
1 colher de sobremesa de fermento em pó

Antes de começar a preparar a receita, cozinhe a batata-doce e depois pré-aqueça o forno.

Amasse a batata-doce cozida e reserve. Acrescente o queijo minas, o ovo, sal e azeite e depois misture todos os ingredientes. Depois acrescente o polvilho azedo e o fermento. Misture tudo manualmente até ficar homogêneo e amasse até a massa soltar dos dedos.

Separe a massa em bolas pequenas e coloque em uma forma untada com azeite e polvilho. Leve ao forno por cerca de 30 minutos. A receita rende oito pães de batata doce e cada um tem 94 calorias. Com um cafezinho nesse feriado é tudo de bom! Bom apetite!


Fonte: Revistas Dieta e Boa Forma

Publicado em 19 de nov/2014


Últimos posts por Estilo 40 (exibir todos)

Estilo 40

Perfil Digital remanescente da Revista Estilo 40 - que englobava também o “Projeto Dieta com Sabor” -, coordenada por Débora Böttcher Lessa, de 2013 a 2020: os artigos garimpados durante esse período, referentes a assuntos para mulheres de 40 ou mais - e para as que chegarão lá -, foram transportados para esse espaço, que é uma junção da Revista e do site Babel Cultural.

Deixe um recado