MODA

MAXITRICÔS PARA O INVERNO

Escrito por Estilo 40

TRICONão é de hoje que as peças oversized andam dando as caras nas propostas das passarelas e fora delas. Depois do hit que foi o jeans boyfriend, a proposta “guarda-roupa dos namorados” volta a ser alvo no inverno 2015 para a tendência da vez: os maxitricôs.

+ GLORIA KALIL MOSTRA O BALANÇO DE INVERNO 2015 DAS PASSARELAS

“O que notamos bastante nas passarelas foram as mangas, que surgem supercompridas”, analisa Gloria Kalil. O melhor da proposta é o excesso de lã que protege ainda mais do frio e para não errar na hora de combinar, Gloria lista os melhores jeitos para aderir.

TRICO_01

O mais frequente é formar uma combinação chic, com saias, calças e botas. O importante é se certificar de que o tamanho do suéter está sobrando. “Procure proporções bem grandes para este tipo de look. Inclusive os mais modernos tem a manga no mínimo um palmo mais comprida do que a mão”.

 TRICO_02

As coleções já disponibilizam a modelagem mas para quem ainda não quer investir em uma peça própria, vale dar aquela vasculhada no armário alheio. “Esta é uma proporção nova do suéter, é como o jeans boyfriend. Você pode fazer uma pesquisa no guarda-roupa do namorado e pegar alguma peça dele que tudo vai dar certo”.

 TRICO_03

O esportivo também funciona e é possível combinar com peças mais casuais, como jeans e tênis. “O ombro caído, a manga comprida e o despenco do comprimento é o que marca o maxitricô. Você pode usar do jeito que quiser: com botas, por cima de calça, de vestido ou fazendo sobreposições”.

 TRICO_04

Por fim, Gloria reforça as vantagens de apostar no look máxi. “É um look bom e novo do inverno. Vale usar de qualquer jeito: como se ele fosse vestido ou túnica, com saia, por cima de camisa, calça justa, com o quiser mesmo”. 

 Via Chic, Gloria Kalil

Últimos posts por Estilo 40 (exibir todos)

Estilo 40

Perfil Digital remanescente da Revista Estilo 40 - que englobava também o “Projeto Dieta com Sabor” -, coordenada por Débora Böttcher Lessa, de 2013 a 2020: os artigos garimpados durante esse período, referentes a assuntos para mulheres de 40 ou mais - e para as que chegarão lá -, foram transportados para esse espaço, que é uma junção da Revista e do site Babel Cultural.