HIPERBREVES

TINTO

Escrito por Fausto Rêgo
Sobre o lençol dos afetos, o amor em desalinho. O travesseiro, a garrafa de vinho. A sede, a taça, a sina. Sob a cama, o desterro, o medo, a prova do crime. As janelas abertas, o corpo fechado, o cão no tapete, a mancha de sangue. A faca. As mãos sujas. O horror. O relógio antecipando os segundos. A cruz no peito anunciando a tormenta. A gênese do apocalipse. E o verbo.


| Fausto Rêgo |
Últimos posts por Fausto Rêgo (exibir todos)

Fausto Rêgo

Jornalista. Autor, em parceria, de uma filha de 16 anos que é sua única obra publicada. As demais estão por aí, escondidas em blogs como o "Sobretudo". Vive no Rio de Janeiro.